domingo, 28 de outubro de 2012

Professor Aurismar faz análise sobre o PT na SEMED

A SEMED SERÁ REALMENTE DO PT

Muito tem se cogitado sobre quem será o próximo secretário de educação do município. O PDT do Giovanni Queiroz tentou apresentar o professor Orlando Moraes, ainda bem que não deu certo, ex-governo, fez parte de um secretariado que certamente será alvo de investigações, não, não dá. Ainda bem que não deu. 
O nome que se eu tivesse o poder de indicar seria do nosso camarada Pedro Souza, já experiente na administração da maior Regional do Estado, mas tudo bem, ele será muito útil a categoria lutando na câmara e legislando em prol do bem público. 

O que é certo nisso tudo é que já está decidido: a secretaria mais cobiçada será mesmo do PT, que já indicou o nome do suplente de vereador professor formado, mas não experimentado  Luiz Regason Bressan. Nada contra pessoa do senhor Bressan, mas, quem é ele mesmo? Em qual escola ele já deu aula? Bressan tem formação, está fazendo mestrado, porém não tem experiência nenhuma na educação municipal. Querem treinar ele justamente na Semed!? Vejo isso como uma disputa interna do partido, pois o nome da professora Toinha seria muito mais interessante. Experimentada tanto como professora, como sindicalista. Durante seu mandato não se afastou dos movimentos da categoria. A questão é que ela não está mais no PT pra valer. Tendencia do vice-prefeito e da deputada. Se o partido pensar bem, com a ida dela para a secretaria, o PT, e não a tendência, ganharia duas vezes: uma secretaria e um vereador, porque nesse caso o Bressan terá sua primeira experiência, como vereador.
Um dos discursos do prefeito eleito, quando então candidato foi o de que para assumir um cargo no seu governo, a pessoa deveria ter experiência na área. É essa coerência que esperamos dele.  

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Parabéns a todos os Servidores públicos de Marabá

 
Nossa festa está garantida ! 
Precisamos adiar um pouco devido as obras da Sede Campestre e aos atrasos nos repasses dos nossos repasses sindicais!

Contamos com a compreensão de todos.

Coordenador Geral do SINTEPP fala sobre Dia do Servidor

Wendel Lima Bezerra
Coordenador Geral do SINTEPP



Primeiramente feliz dia dos Servidores a todos os nossos filiados da Rede Estadual de Ensino e da Rede Municipal de Ensino de Marabá. Segundo, quero aqui registrar toda a nossa felicidade pelas lutas que travamos e pelos avanços conquistados nos últimos anos. De 2011 pra cá, temos inúmeras novidades criadas a partir da nossa perspicácia em relação aos interesses de nossa categoria. A GRATIFICAÇÃO DE REGÊNCIA no valor de 15% foi a grande impulsionadora do processo de valorização dos nossos profissionais do magistério. Mas somando-se a isso, de forma não menos importante, conquistamos a MUDANÇA AUTOMÁTICA de todos os nossos concursados para a CLASSE C o que GARANTIU a todos nós, concursados até 2005, a incorporação de 10% ao nosso vencimento base. A partir de Janeiro, seremos todos CLASSE D e passaremos de 10% para 15%.
Em 2012, tivemos mais uma grande conquista, pois conseguimos garantir que o PROFISSIONAL DO MAGISTÉRIO ESPECIALISTA, passasse a receber 25% a mais do que o PROFISSIONAL DO MAGISTÉRIO NÍVEL SUPERIOR. Por tudo isso, estamos confiantes que a categoria compreendeu o nosso trabalho, pois tivemos de longe, avanços consideráveis para a nossa categoria do Magistério. Vale ressaltar, que os Auxiliares de Secretaria e Secretários de unidade escolar, foram todos incluídos no nosso PCCR e também terão direito a uma CARREIRA com valorização econômica. Nossos servidores de APOIO também foram contemplados, pois garantimos uma GRATIFICAÇÃO DE APOIO NO PERCENTUAL DE 10%. O sonho do ADICIONAL DE INSALUBRIDADE pode ter sido amenizado com esta vitória da categoria. Vejamos o por quê. O Ministério do Trabalho e Emprego determina três níveis de insalubridade: mínimo, médio e máximo; para cada nível está previsto um percentual de insalubridade. Para o mínimo 10%, para o médio 20% e para o máximo 40%. Conforme entendimento jurídico da nossa Assessoria Jurídica, considerando NR 15 do Ministério do Trabalho, o nível de insalubridade detectado nas Escolas poderia variar do Nível mínimo a Zero, ou seja, nossos servidores poderiam ficar sem o adicional de insalubridade.
Somando-se a tudo isso, garantimos ainda em 2012 a reformulação do Regime Jurídico Único – RJU, que agora segue para aprovação na Câmara Municipal; Iniciamos a construção do Plano de Cargos Carreira e Remuneração dos Trabalhadores de Apoio que será concluído no próximo governo. Iniciamos a construção do Instituto de Saúde dos Servidores, que também será concluído em 2013.
A Mesa de Negociação Permanente, uma conquista dos trabalhadores, teve uma participação em 90% de todas as nossas conquistas e exatamente por isso que vamos lutar para que a mesma tenha continuidade em 2013.
O nosso grande problema em 2012, foi o Vale-alimentação! Nosso principal ponto de pauta na greve. Apesar de nosso movimento, não alcançamos êxito no sentido de garantir o pagamento de todos os meses atrasados. Buscamos ajuda na Câmara, mas a maioria dos Vereadores preferiu ficar coladinho ao lado do Prefeito; procuramos a Justiça e a mesma concedeu 60 dias para a Prefeitura manifestar-se. Tudo isso, somando-se ao processo eleitoral do município diminuiu a possibilidade de vitória do nosso movimento grevista. Portanto, temos a certeza que tomamos a decisão mais sábia no dia 27 de setembro, pois decidimos por fim a uma greve que já se arrastava por mais de 11 dias. Sábia porque estava claro que a PMM usaria como justificativa a decisão da Justiça contra o nosso movimento grevista; sábia porque evitamos que os servidores tivessem prejuízos ainda maiores com o corte dos dias paralisados; sábia porque compreendemos que apesar das trocas de farpas com acusações dentro do movimento, quem participou da greve, viu quem estava dentro do movimento fazendo Politicagem, desmobilizando e tecendo acusações contra o SINTEPP, SINTESP-PA e SERVIMMAR, mas principalmente direcionando contra a coordenação do SINTEPP.
Além de repudiar estas atitudes, quero deixar claro que em momento algum abandonamos os nossos movimento de greve; que em momento algum pedimos voto para A ou B e que em momento algum distribuímos santinhos dentro do movimento de greve, como muitos hipócritas fizeram. 
  



Lamentamos muito por estas atitudes e queremos aqui deixar claro para a categoria que não é fazendo um trabalho destrutivo que vamos construir o nosso sindicato. Notamos que algumas pessoas que não tem nenhum trabalho para mostrar para categoria, tentaram antecipar as eleições sindicais de 2013 tentando desmoralizar uma Coordenação, que diferente de muitas que já passaram pelo SINTEPP, tem o que mostrar.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Festa do Servidor será adiada até a conclusão da obra!

Reunidos em reunião da coordenação, os coordenadores do SINTEPP decidiram que realizar uma festa agora, seria tentar realizar uma "meia festa", pois está claro que a construção da sede campestre tem utilizado grande parte dos recursos do SINTEPP. 
Diante disso, decidimos tentar acelerar as obras e realizar a festa logo que concluírmos a obra! Acreditamos que esta foi a decisão mais sábia. Podemos fazer uma previsão de que a obra será concluída até a primeira quinzena de dezembro. Os atrasos são frequentes por conta da falta de repasses da Prefeitura Municipal, uma vez que a mesma tem relizado o repasse das contribuições com muito atraso. E vocês sabem, pedreiro não gosta de esperar!




Como se as obras não fossem o bastante, ainda tivemos que realizar em caráter de URGÊNCIA as reformas das duas piscinas!


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

COORDENAÇÃO do SINTEPP passará o sábado reunida para planejar o ano de 2013!

Além de planejar o ano de 2013, a diretoria pretende fazer uma avaliação do mandato durante o ano de 2012. O principal objetivo é avaliar o que avançou da pauta dos servidores e o que precisa avançar em 2013.
A Coordenação quer garantir que a campanha de luta de 2013 garanta Seminários para discutir um modelo de Formação para todos os Trabalhadores em Educação. Além disso, segundo nosso Coordenador Francisco Pereira Neto "é preciso discutir um modelo de educação para a Zona Rural" pois o modelo atual é degradante para os alunos e para os trabalhadores que se encontram na Zona Rural.

Professor: uma profissão estressante!

 

SÃO PAULO - Exaustão, acúmulo de estresse e pressão a todo o momento. Esses são alguns dos males contemporâneos que podem causar depressão nos profissionais. Imagine então se a profissão que você escolheu está constantemente ligada a muitas outras características como essas?
Leia também:
Medo de reuniões? Siga as técnicas de controle emocional
Maioria prefere não falar de política no ambiente de trabalho
A empresa não paga ou atrasa seu salário? Saiba a melhor alternativa
 
O site da revista Health listou as 10 profissões que são mais propensas que seus profissionais tenham depressão, ocasionada por estilos de vida incomuns e estressantes. Para a a conselheira de saúde mental e PhD, Deborah Legge, há certos aspectos que apontam que qualquer trabalho pode contribuir para exacerbar a depressão. “Porém, pessoas que trabalham com cobranças e tensão têm maiores chances de desenvolver a doença do que, por exemplo, pessoas que trabalham com gestão. Às vezes, os profissionais não se dão conta que estão doentes e que precisam de ajuda”, disse Legge.
Você ficou na dúvida se sua profissão está na lista? Confira abaixo as 10 carreiras que precisam de atenção:
Enfermeiras e cuidadoras de crianças
Esse grupo de profissionais está no topo da lista, com quase 11% que enfrentam a doença. Um dia típico pode incluir alimentação, banho e cuidar de pessoas que são incapazes de expressar gratidão e apreciação, "pois, eles estão muito doentes e muito pequenos para isso. Ou simplesmente não têm esse hábito”, revela o psicólogo clínico da Tufts University, Christopher Willard. “É estressante ver as pessoas doentes e não conseguir motivá-las positivamente”.
Garçons
Muitos garçons têm salários baixos e enfrentam jornadas de trabalho cansativas, tendo de lidar com inúmeras pessoas mal-educadas e briguentas. Enquanto 10% destes profissionais que enfrentam depressão a mais que no ano anterior, quase 15% são mulheres. “Muitas vezes, esse trabalho é ingrato. As pessoas podem ser rudes e há grande esforço físico diário. Quando as pessoas estão deprimidas, é difícil ter energia e motivação”, ressalta Legge.
Assistentes sociais
Não é surpresa constatar que os assistentes sociais estão entre os cargos com maiores chances de depressão. Lidar com crianças vítimas de abuso ou abandono e famílias à beira de inimagináveis crises e combinar essas situação com muita burocracia pode deixar qualquer profissional estressado.
“É errado cultivar uma cultura que dita sacrifícios emocionais em pró de um bom trabalho”, diz Willard. Isso se aplica, principalmente, com os assistentes sociais, que trabalam com pessoas carentes e se sentem presos ao próprio trabalho, por achar que não estão dando o máximo de si. É uma pressão muito grande atribuir ao seu trabalho sentimentos como tristeza, dor, felicidade, culpa.
Profissionais da saúde
Médicos, enfermeiros, terapeutas, fisioterapêutas e outros profissionais da área da saúde. Essas carreiras exigem longas e cansativas horas de trabalho e nos mais improváveis horários, tudo com muita atenção e cuidado. Além de atingir o físico, esses profissionais estão constantemente colocados em situações extremamente emotivas, em que vidas de outras pessoas estão em suas mãos, literalmente.
Em outras palavras, o estresse e a pressão sempre desafiará seu bem estar. “Todos os dias eles estão lado a lado com doenças, traumas e mortes, além de lidar com membros da família dos pacientes. Isso pode gerar uma triste perspectiva, que todo o mundo é assim”, lembra Willard.
Artistas e escritores
Essas carreiras podem trazer contracheques irregulares, horas incertas e isolamento. Muitos diriam que pessoas criativas são menos tristes, mas pense se as mesmas não conseguem ter inspiração? De acordo com a publicação, houve um aumento de 9% dos profissionais da área que relataram problemas com depressão, em relação ao ano passado. “O que mais eu vejo é bipolariedade entre os artistas. A depressão é comum para aqueles que trabalham com artes, pois seu estilo de vida contribui para isso”, afirma Legge.
Professores
Muitos professores trabalham em mais de uma ou duas escolas e ainda levam trabalho para casa. Em outras situações, eles aprendem a fazer muito com pouco recurso e tempo. “Há pressão para dar um bom ensino as crianças. Seus pais e escolas cobram do professor o cumprimento de normas e de demandas diferentes”, considera Willard. Para ele, as constantes cobranças podem fazer os profissionais esquecerem da razão de ter escolhido a área.
Profissionais de apoio administrativo
Pessoas dessas áreas, que incluem secretárias e atendentes, sofrem de um caso clássico: alta demanda, baixo comando. Eles estão na linha de frente, recebendo ordens de todas as direções, tanto dos clientes quanto dos patrões. Ainda, são normalmente mal-remunerados e se sentem inferiores por não ter poder para fazer além. Antes de duvidar do estresse causado por essa carreira, conte quantas vezes você já ouviu de algum atendente ou secretária a frase “isto não está ao meu alcance. Poderei lhe encaminhar para o gerente, aguarde”.
Além disso, não são reconhecidos por seu trabalho e ainda precisam contornar educadamente qualquer crise de seus patrões ou consumidores.
Profissionais de manutenção
Como iria se sentir caso apenas fosse procurado quando algo der errado? Isso é essencialmente o “ganha-pão” dos profissionais de manutenção, como encanadores, pintores, eletricistas, entre outros. Eles também têm de trabalhar horas incomuns, pois para atender a demanda, precisam ser rápidos e acessíveis, senão perdem para a concorrência.
Ainda, ganham pouco e fazer trabalhos cansativos. “Em termos de colegas de trabalho, eles são isolados, e isso pode ser um trabalho um tanto solitário”, pontua Willard.
Consultores financeiros e contabilistas
A frase “tempo é dinheiro” se coloca perfeitamente na situação. A maioria das pessoas não gostam de lidar com seus próprias finanças, então imagine lidar com milhares ou até milhões de outras pessoas? “Há grande responsabilidade em cuidar de finanças que não são suas e, ainda por cima, o profissional não tem controle do mercado. Nem sempre é sua culpa, mas mesmo assim, os clientes perdem dinheiro e eles provavelmente tirarão satisfações tão pouco educadas com esses profissionais”, ressalta Legge. (FONTE: YAHOO)

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Parabéns aos Professores de Luta de Marabá e de todo o nosso País!


Hoje cedo recebemos a mensagem de um professor que afirma que está, em pleno dia dos professores, trabalhando para repor os dias da Greve! Parabéns especial a você, camarada! Pois isso só prova que você e mais centenas de milhares de Professores são árduos guerreios e que jamais temem uma boa luta!
Parabéns a todos nós que decidimos realizar este enfrentamento, pois mostramos o que nos diferencia dos demais profissionais; não tememos a luta e ainda nos doamos para garantir que a sociedade tenha uma educação pública e de qualidade social! 

Vamos comemorar como sempre! Dizendo que o trabalhador da educação jamais foge à luta!


Parabéns a todos nós professores e que o ano de 2013 tenhamos dias melhores e possamos de fato comemorar este dia em todos os nossos dias de trabalho!

A Coordenação


sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Edmilson será prefeito de Belém. Alguém duvida?!


 PSOL e PC do B e agora o PT 
Tá tudo liberado! Vale tudo contra o PSDB!
Vale tudo contra o RETROCESSO!


O candidato a prefeitura de Belém, Edmilson Rodrigues, do PSOL, oficializou nesta quarta-feira (10) novas alianças políticas para sua campanha. Alfredo Costa, do PT, irá apoiar o candidato no segundo turno das eleições 2012. 
"O professor Alfredo fez um campanha de alto nível e o PT é um dos partidos mais importantes do país e de Belém. Pesquisas mostram que é uma legenda ainda muito querida", explica Edmilson.
DIREITO 22% PARA TODOS OS TRABALHADORES CIVIS DO SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL


É necessário contextualizar inicialmente o que foi decidido pela justiça
A Justiça condenou o Estado do Pará a aplicar sobre os vencimentos, proventos e pensões, dos servidores públicos estaduais, com lotação no município de Belém (ativos, inativos e pensionistas), a partir de 01/10/1995, o índice de 22,45%, com repercussão em todas as parcelas remuneratórias, fluindo a partir daquela data a correção monetária.
Condenou ainda o Estado a incluir, a partir de julho de 1997, sobre todos os vencimentos ou proventos subsequentes dos servidores públicos estaduais, com lotação no município de Belém, o ABONO SALARIAL de R$ 100,00 conferidos aos servidores das policias civil e militar e corpo de bombeiros militar.
Esta decisão encontra-se atualmente em fase de execução, sendo que compete aos servidores estaduais lotados no município de Belém ingressar com as respectivas execuções em face do Estado do Pará.
O Juiz titular da 2ª Vara de Fazenda da Capital, Dr. Marco Antonio Lobo Castelo Branco, proferiu decisão na fase de execução determinando que os servidores estaduais que pretendam promover a execução dos valores retroativos deverão ser agrupados em número de 10 (dez) processos, com dez requerentes por processo, no máximo.
O SINTEPP sempre esteve na defesa dos interesses e direitos da categoria dos trabalhadores em educação da rede estadual de ensino, neste caso, terá uma postura contundente para promover a execução dos valores retroativos aos servidores que fazem jus a esse direito.
Para a inclusão na petição de execução, os servidores deverão apresentar os seguintes documentos:
- Procuração (a ser assinada na sede do SINTEPP);
- RG e CPF;
-Portaria de admissão/aposentadoria ou Decreto de Nomeação;
- Fichas financeiras a partir do mês de outubro do ano de 1995 (solicitadas junto à SEDUC e/ou ao IGEPREV, caso seja aposentado ou pensionista).
Os documentos acima dispostos devem ser imediatamente providenciados para que possamos entrar com as ações conjuntas.
Sobre essa questão o governo firmou acordo em Juízo com o SISPEMB, sendo que este percentual foi reduzido para 12% e será dividido em três parcelas anuais de 4% pagas em nos anos de 2012, 2013 e 2014 discriminados no contracheque como decisão judicial. Apenas os funcionários de escolas lotados em Belém foram contemplados nesse momento. Nesse acordo excluiu-se o grupo do magistério da SEDUC, com a justificativa dada pelo governo de que foi feita uma análise de reajustes concedidos pelo Estado do período da perda até 2012 e que essas já foram repostas. 
Quanto a isso, solicitamos ao DIEESE realização de estudos para embasar nossa ação.
Ainda em 2011 ingressamos uma ação judicial para ampliarmos está decisão ao conjunto dos trabalhadores dos 143 municípios deste estado, bem como caberá ao judiciário definir pela inclusão do grupo do magistério nas perdas, na ocasião orientamos nossa base a não assinar nenhum documento repassando honorários e taxas a outros advogados ou instituições, uma vez que a ação do SINTEPP resguarda esses direitos.

Rede Estadual de Ensino deve parar em Marabá!


RETROCESSO EM BRASÍLIA


Categoria quer RESULTADOS!

Nosso compromisso é com a luta!
É assim que nascem os sindicalistas!Feliz dia das crianças!

Vocês não têm com que se preocupar. A partir de 2011 iniciamos a construção de um sindicato não apenas de lutas como tanto defendemos, mas agora também temos um sindicato de conquistas, estas já sentidas no bolso de toda a categoria. Nosso PCCR é o mais avançado e promissor do PAÍS garantindo ganhos reais como nenhum outro. É claro que ainda queremos mais.  Nossa posição é reivindicar os compromissos assumidos pelo candidato eleito e manter nossas conquistas, compromisso este que não foi assumido pelo principal candidato adversário de João Salame. Apesar das especulações, na maioria, até maldosas, estamos tranquilos e prontos para continuar nosso trabalho. Nossa meta agora é UNIFICAR o nosso PCCR transformando-o em PCCRTE - Plano de Cargos Carreira e Remuneração dos Trabalhadores em Educação, permitindo assim a valorização real de todos os trabalhadores em educação. 

PRINCIPAIS COMPROMISSOS ASSUMIDOS PELO PREFEITO ELEITO: 

Vale-Alimentação no contra-cheque;
PCCR Unificado; 
Manuntenção da Mesa de Negociação Permanente; 
Garantia da Hora atividade 
Refrigeração das Escolas
Construção e ampliação das escolas para diminuir a superlotação

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Faltas abonadas: Achamos que não, mas tudo bem!

Reunião de hoje da Mesa Permanente de Negociação garantiu que todos os profissionais do Magistério que aderiram a Greve não terão suas faltas descontadas. Para tanto, as escolas devem enviar o calendário de reposição até o dia 15 de outubro. Caso contrário, os servidores levarão falta! 
Informamos ainda que o calendário deverá seguir os seguintes critérios: 

1. Não será permitida reposição nos sábados; 
2. Eventos já aprovados no Plano de Ação da Escola poderão ser transferidos para o Sábado;
3. Feriados devem ser aproveitados; 
4. A recuperação deve ser prorrogada para garantir a reposição dos dias parados.

Informamos que, caso o servidor não cumpra o calendário de reposição, que a SEMED deverá realizar o desconto das faltas.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

MPE quer resolver o problema!

Promotor da infância e da juventude deixou claro em reunião hoje com a Coordenação do SINTEPP que os 200 dias letivos deve ser respeitado e pediu para o SINTEPP PETICIONAR ao MPE deixando claro em que pé está a negociação da reposição dos dias parados. 
Deixamos claro ao Promotor que a categoria em momento algum se negou a repor, mas que nossos servidores, que estão sendo ameaçados de corte do ponto, já deixaram claro que em caso de concretização do corte, não haverá reposição!
Até o momento o Secretário não conseguiu encontrar tempo para receber o sindicato, mas informamos que, idependente do posicionamento do Secretário, após as eleições deveremos  reunir a categoria em Assembleia Geral para passar informes e deliberar sobre a reposição e sobre o ABONO das faltas para os servidores de apoio. 

Pedimos a todos calma e tranquilidade, pois temos até o dia 20 deste mês para resolver de uma vez por toda esta situação.

Se houver corte, não haverá reposição este é nosso lema!

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Mais um dia para homenagear a grande profissional, professora Irene.

Missa de 7º dia em homenagem à professora Irene Correia. Os amigos e a família convidam a todos. 

Local: Igreja Nossa Senhora de Nazaré (Folha 16) 
Data: Nexta sexta-feira (05/10/2012)
Horário:Às 19:30

Cumprindo agenda do pós-greve!

Hoje a Coordenação Geral do SINTEPP esteve cumprindo agenda divulgada no blog em relação as faltas dos servidores em greve. Os mesmos estiveram na SEMED mas não conseguiram falar com o Secretário, pois o mesmo estava em local desconhecido. Procuraram a Coordenadora da Mesa de Negociação e oficializaram reunião para o dia 09 de outubro com os membros da Mesa e com o Prefeito de Marabá. A espectativa é de que nesta reunião se tenha uma resposta definitiva sobre as faltas. 
Informamos que, diferente do que vem sendo veiculado por Diretores, não há nenhuma possibilidade de enviar as faltas no pagamento de setembro. O "atraso do pagamento" é consequência da falta de recurso da PMM. Tivemos a informação que até o dia 05/10/2012 o pagamento já estará na conta.
Informamos ainda que as faltas de greve não são faltas injustificadas, portanto, a afirmação de que tais faltas podem causar problemas para liberação de licença prêmio é de má fé ou baseada em profunda falta de conhecimento de causa. Neste sentido, tranquizamos todos os nosso servidores em estágio probatório.